10 abril 2017

Resenha: O Segredo do Meu Marido - Liane Moriarty


Editora: Intrínseca
Autor(a): Liane Moriarty
Título Original: The husband's secret
Páginas: 277
Skoob  / Comprar


Imagine que seu marido tenha lhe escrito uma carta para ser aberta apenas depois que ele morresse. Imagine também que essa carta revela o pior e o mais profundo segredo dele - algo com o potencial de destruir não apenas a vida que vocês construíram juntos, mas também a de outras pessoas. Imagine, então, que você esbarra nessa carta enquanto seu marido ainda está bem vivo...Cecilia Fitzpatrick tem tudo. É bem-sucedida no trabalho, um pilar de sua pequena comunidade, uma esposa e mãe devotada. Sua vida é tão organizada e imaculada quanto sua casa. Mas uma carta vai mudar tudo, e não apenas para ela: Rachel e Tess mal conhecem Cecilia - ou uma à outra -, mas também estão prestes a sentir as repercussões do segredo do marido dela.Emocionante, O segredo do meu marido é um livro que nos convida a refletir até onde conhecemos nossos companheiros - e, em última instância, a nós mesmos.


“Segredo do meu marido” é o meu primeiro contato com a Liane Moriarty e seu livro foi publicado pela Editora Intrínseca em 2014. Querido por muitos, o livro demorou a me conquistar apesar se sua incrível construção.

Temos a vida de três mulheres, entrelaçadas numa comunidade em Melbourne, Austrália: Cecilia Fitzpatrick, Tess e Rachel, embora todo o livro se baseie na vida de Cecilia e como ela tem uma vida perfeita em todos os aspectos: na comunidade, no casamento, como mãe e como profissional. Temos a Tess, uma mulher cujo o marido se apaixonou pela sua prima, e Rachel, que anos depois não superou o assassinato de sua filha.
Como dito na sinopse, todas as engrenagens começam a rodar quando Cecilia encontra uma carta de John-Paul, seu marido, escrita quando sua filha nasceu e que deveria ser aberta no momento de sua morte.

Temos a primeira metade do livro como uma longa introdução de mais de 150 páginas a vida dessas três mulheres, até que vencida pela curiosidade, Cecilia abre a carta e todo o livro começa a se movimentar.
“Alguns segredos devem ficar guardados para sempre. Pergunte a Pandora”
Em metáforas, analogias, diálogos, Liane Moriarty envolve o leitor numa trama de consequências, ações, maturidade. O livro é com toda certeza destinado a um público mais velho que compreenderá suas nuances. Apesar da escrita bem desenvolvida, com um equilíbrio impressionante, não amei loucamente a história, embora tenha apreciado a leitura.
Apenas duas dessas personagens tem uma real ligação e suas respostas, consequências e ações são mais bem desenvolvidas. Tess fica em segundo plano total e você termina o livro questionando o seu real papel na leitura.
Com um final, que considero “ olho por olho, dente por dente”, o livro não foi uma leitura ruim ou um fracasso, mas não entrei para o clube dos amantes de “ O Segredo do meu Marido”.
“Errar é humano;perdoar é divino” Alexander Pope


Um comentário:

  1. Já li e confesso que quando sentei para ler esse livro, fui sem expectativas, esperando um romance daqueles que já li aos montes. Mas ele me fisgou e, talvez por não ter lido muito sobre ele, surpreendeu. Adorei o aspecto mais dramático dele e gostei do final também.

    ResponderExcluir

Obrigada por lerem! Comentem e deixem seus blogs, vou visitar com toda certeza, e voltem sempre.

Design e Ilustrações por Ilustranos ♥ Desenvolvimento por Moonly Design