14 abril 2017

Resenha: Eu nunca - Josy Stoque e Mila Wander


Autor(a): Josi Stoque e Mila Wander
Páginas: 601
Skoob  


"O que você faria se dividisse um prêmio de trezentos milhões de reais com um desconhecido?”Pauline de Freitas Dias, uma mulher bem-resolvida que ama viver a liberdade plena, sabe exatamente o que fazer! Ela já tinha em mente o itinerário da viagem mais incrível de sua vida antes mesmo de apostar. Sua empolgação ao falar dos destinos mais inusitados da lista contagia o tímido Joseph Ayres, com quem literalmente esbarra na fila da lotérica. Ele é convencido a jogar pela tagarelice sem fim da doidinha, mesmo que relute devido aos seus princípios rígidos. O destino faz com que marquem os mesmos números e ganhem uma bolada inédita! Animada com a sorte dupla, Pauline convida Joseph para acompanhá-la em uma aventura pelos lugares mais exóticos do país. De cara, percebem o quanto são diferentes: ela é uma paulistana completamente liberal e ele é um mineirinho virgem que acabou de ser enxotado pela noiva. Disposta a fazer Joseph se permitir de verdade, Pauline estipula três regrinhas antes de iniciarem a viagem: 1) nada de usar o celular, 2) experimentar tudo o que puderem e 3) não se apaixonar. Ambos têm muito dinheiro para gastar e nada a perder, mas não podem prever que essa experiência única se tornará a mais louca de suas vidas, principalmente quando começam a quebrar as regras, uma por uma.



“Eu Nunca” é um livro que li por um acaso na Amazon Unlimited. Numa trama de sexo, descobertas, aventura e viver a vida; temos dois seres humanos que terão que repensar sua vida e suas escolhas.
Temos duas pessoas que em um encontro numa loteria para comprar um bilhete para um sorteio de uma bolada são unidos pela vida: Pauline e Joseph. Pauline é uma mulher liberal, dona de si, que pensa de forma livre e sem precedentes. Joseph é um menino caseiro, virgem, certinho que tem planos grandes para sua vida.
Quando eles acabam indo viver a vida juntos, com um prêmio enorme, ambos trocaram todas as experiências possíveis.
“Afinal, quem diria que um encontro na lotérica fosse gerar uma série de acontecimentos que nos trariam até aqui?”
Joseph é tão certinho que acaba se tolido de viver a vida de forma livre e sem precedentes. Ele é noivo há dez anos, não avançou o sinal com sua noiva, e que não tem pretensão de se casar tão cedo. Pauline o ensina a viver a vida, a aproveitar os momentos, a liberdade sexual. Às vezes, ela passa dos limites e Joseph tem que sempre colocar a linha.
“ Pauline teve de mim tudo o que eu podia lhe oferecer.”
Pauline é tão bem resolvida, que ela apenas curte a vida, faltando equilíbrio, faltando um pouco de pé no chão. A vida dela é uma grande festa e isso é insano.
A trama tem todos os tipos de cenas eróticas, bem desenvolvidas, mas em demasia. Acredito que o melhor da trama é ver a confusão, evolução e alterações de sentimentos. Gostei do livro, com inúmeras idas e vindas.
“Eu Nunca” numa trama leve, divertida, quente, me conquistou. Seus personagens e aprendizados foram interessantes e mostram que o equilíbrio é a solução para a vida.
 “Tantos desentendimentos porque a gente não teve coragem de ser franco um com o outro”

Um comentário:

  1. Não conhecia esse livro, e embora não conheça a escrita da Josy, já ouvi falar da autora e tenho muita curiosidade. Adorei a capa.

    ResponderExcluir

Obrigada por lerem! Comentem e deixem seus blogs, vou visitar com toda certeza, e voltem sempre.

Design e Ilustrações por Ilustranos ♥ Desenvolvimento por Moonly Design