27 fevereiro 2017

Resenha: Quase um Romance - Megan Maxwell



Editora: Suma de Letras
Autor(a): Megan Maxwell
Título Original: Casi una novela 
Páginas: 230
Skoob  / Comprar


Desde a perda dos pais e o fim de um relacionamento complicado, Rebecca tem levado uma vida solitária. No entanto, quando esbarra em Pizza – uma cachorrinha abandonada que parece precisar tanto de afeto quanto ela –, a jovem pressente que sua vida está prestes a mudar. Paul Stone é campeão de Moto GP, e pai de Lorena, uma menina encantadora que ele cria sozinho. Administrar a carreira e a família não é um trabalho fácil, ainda mais quando as mulheres em seu redor parecem interessadas apenas no piloto famoso, e não no homem real. Quando os dois se esbarram – com uma ajudinha de Pizza e Lorena –, Paul tem certeza de que encontrou o que vinha procurando há muito tempo. Já Rebecca não está assim tão disposta a abrir espaço em sua vida para uma nova relação, mas como resistir à amizade, aos sorrisos e aos olhares de Paul?


“Quase um romance” é um livro único escrito pela autora Megan Maxwell, conhecida pela trilogia erótica “Peça-me o que quiser” publicado também pela Suma de Letras.
O livro é protagonizado por Rebecca, uma jovem espanhola, advogada bem sucedida que perdeu sua mãe, tem uma relação complicada com o pai, irmãos maravilhosos e um trauma de um último relacionamento fracassado. Até que em meio às compras de Natal, ela conhece Paul Stone e sua filha adorável, Lorena. Por mais que eles tentem se manter afastado, o destino os une em uma série de acasos.

“(...) preciso dizer que nem todos os homens são iguais. Existem bons e maus, melhores e piores, bonitos e feios, e é preciso conhece-los!”

Gostei do livro, mas esperava mais. Rebecca é muito pouco destemida, sem muito posicionamento, que dá uns ataques e que move uma série de idas e vindas. Senti falta de maturidade e de posicionamento. Paul é o típico mocinho desse tipo de romance:quente, másculo, ciumento, e o mais interessante foi ele ser um piloto de moto GP, embora ele e Rebecca entrem numa série de idas e vindas.

“Foi o dia que, sem saber, me apaixonei por você.”

Achei o livro rápido e bem tranquilo, não traz muita profundidade ,mas não se torna fútil. A autora explora o amor e o romance em suas várias formas, trazendo temas como violência e trafico de drogas.
Todos os personagens secundários foram muito interessantes e enriquecedores, nos fazendo acompanhar a vida de todos eles além dos personagens principais.
Um outro ponto negativo, além da falta de profundidade, foi o final acelerado onde autora resolveu todos os problemas em aberto em dez páginas e como vocês sabem, não suporto finais acelerados.


“Quase um romance” é um clichê que não traz diferenciais, leve, despretensioso, rápido, previsível, com alguns elementos interessantes e um romance que envolve todos os personagens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por lerem! Comentem e deixem seus blogs, vou visitar com toda certeza, e voltem sempre.

Design e Ilustrações por Ilustranos ♥ Desenvolvimento por Moonly Design