07 novembro 2016

Resenha: Belo Desastre - Jamie McGuire


Editora: Verus
Autor(a): Jamie McGuire
Título Original: Beautiful Disaster
Série: Belo Desastre - Livro 1
Páginas: 277
Skoob  / Comprar

Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe nem fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade. 

Travis Maddox, com seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que Abby precisa e deseja evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro em um clube da luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade. Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento dele pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou uma adversária à altura. E é então que eles se envolvem em uma relação intensa e conturbada, que pode acabar levando-os à loucura.

“Belo Desastre” é um daqueles livros que você começa a ler com altas expectativas, e acaba se decepcionando quando ele não é surpreendente.


Temos a história de Abby, uma menina de 18 anos, com um passado conflituoso que se muda junto com sua melhor amiga para viver uma nova vida numa universidade. Nessa universidade, ela conhece o Travis “Cachorro Louco” Maddox, um bad boy, meio canalha que representa tudo que ela não deseja mais para vida dela.
Quando eles se conhecem num quase UFC universitário, eles decidem tentar uma amizade, já que Abby não está disposta a ser uma das garotas que o Travis sai, porém, a gente sabe que a amizade não irá durar muito à medida que eles se apaixonam um pelo outro.
" Eu faço o tipo de todas."
Abby foi uma protagonista complicada para mim.Vindo de uma onda de leituras de época, encontrar uma protagonista jovem tão indecisa foi conflituoso para mim. Sua falta de posicionamento e medo constante de que seu passado venha à tona e destrua esse seu presente, faz com que ela complique todas as situações na leitura.
Travis é o típico mocinho que incomoda. Não podia deixar de me irritar pela forma como ele tratou as mulheres ao longo do livro, o que reforça uma conduta complicada e que não deve ser aceita pela sociedade, dando assim um exemplo ruim para suas leitoras jovens e em formação.

" Quanto mais ele sorria, mais eu queria odiá-lo, e no entanto era esse o motivo pelo qual odiá-lo era impossível."
O romance é cativante e envolvente, embora possua mais idas e vindas do que gosto em um romance, em muito pela falta de posicionamento da protagonista, criando inclusive alguns conflitos desnecessários como triângulos amorosos.
Em contra partida, seus personagens secundários me conquistaram como os irmãos Maddox e a melhor amiga de Abby, me fazendo desejar os outros livros dessa série.


Jamie McGuire poderia ter ganhado todo o meu coração se não fosse pela falta de profundidade desse romance, quando a autora cria vários tópicos de discussão e não os desenvolve, deixando seu romance um tanto superficial.A autora tem uma narrativa fluída e leve, que arranca risos por sua leveza, me movendo assim a ler os demais livros da série.
Desta forma, saliento que gostei de “Belo Desastre”, mas é um livro para ser lido com um olhar crítico e cautela, para que possamos ver os diversos estereótipos que não devem ser reproduzidos.

5 comentários:

  1. Oie,
    nunca li Belo Desastre, me marte por isso.
    Quero ler o dia que tiver oportunidade.
    Todo mundo reclama que faltou um pouco de romance no livro...
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  2. Oie!

    Concordo plenamente com vc!
    Esse foi um dos primeiros YAs que li e te confesso que, a princípio, me apaixonei.
    Mas foi ler outros e voltar a ler ele pra perceber o quanto ele poderia ter sido muito melhor...
    Fora que a própria sinopse já nos engana quando taxa Abby como a santinha, o que de fato ela não é. E tem umas cenas que me incomodaram bastante na imaturidade dos dois...
    Enfim! Tbm acho que poderia ter sido mais bem trabalhado e infelizmente não sinto vontade de ler o restante dos livros...
    Bjocas,

    [Um dia me livro...]
    [Canal Literamigas]

    ResponderExcluir
  3. Bem eu adoro os livros da Jamie, adoro os Maddox. Os demais livros dão uma outra perspectiva.

    ResponderExcluir
  4. Interessante como a gente pode ter uma leitura diferente em cada período para um mesmo livro, não é mesmo?
    Eu amei o livro, mas eu o li um tempo atrás e foi um dos primeiros dessa onda New Adult, então o que hoje me irritam em algumas personagens, não me irritou na Abby. Mas agora, pensando junto com a sua resenha não tenho mais tanta certeza se o livro me agradaria tanto.
    O fato é que nos livros dos irmãos eu já consegui começar a ver alguns defeitos (como esteriótipos e falta de maior profundidade) mas como fui flechada por esses irmãos eu sempre defendo e acho que a leitura é mais do que indicada...
    Sabe que a forma como o Travis trata as outras garotas incomoda muita gente (por outras resenhas que li) mas eu vi por um lado diferente... Me incomodaria muito mais se ele fingisse se importar mais, se ele mentisse que quer algo a mais quando não quer... Se bem que essa pode ser eu apenas achando uma justificativa para defender o personagem, pode ser eu tampando o sol com a peneira...rs
    Gostei da sua resenha... me fez dar uma olhada no livro com outros olhos...
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  5. Ola lindona eu amo esse livro, já li e reli umas 4 vezes adoro o Travis, essas idas e vindas cansa um pouco mas o casal em si é um de meus queridinhos o que supera essa fase. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir

Obrigada por lerem! Comentem e deixem seus blogs, vou visitar com toda certeza, e voltem sempre.

Design e Ilustrações por Ilustranos ♥ Desenvolvimento por Moonly Design