03 agosto 2016

Resenha: O amor nos tempos do ouro - Marina Carvalho


Editora: GloboAlt
Autor(a): Marina Carvalho
Páginas: 328
Skoob  / Comprar

"Sabes que nunca me apaixonei, maman, mas se porventura o tivesse feito, seria por alguém como ele?"
Cécile Lavigne perdeu todos os que amava e agora está sozinha no mundo. Ela, uma franco-portuguesa que ainda não completou vinte anos, está sendo trazida ao Brasil pelo único parente que lhe restou, o ambicioso tio Euzébio, para casar-se com o mais poderoso dono de terras de Minas Gerais, homem por quem Cécile sente profundo desprezo. Após desembarcar no Rio de Janeiro, Cécile ainda precisará fazer mais uma difícil viagem. O trajeto até Minas Gerais lhe reserva provações e surpresas que ela jamais imaginaria. O explorador Fernão, contratado por seu futuro marido para guiá-la na jornada, despertará nela sentimentos contraditórios de repulsa e de desejo. Antes de enfim consolidar o temido casamento, Cécile descobrirá todos os encantos e perigos que existem nessa nova terra, assim como os que habitam o coração de todos nós. Com o passar dos dias, crescerá dentro dela a coragem para confrontar todas as imposições da sociedade e também o seu próprio destino.



Uma das reclamações que recebo de vocês é que leio poucos livros nacionais(aceito sugestões nos comentários) e com isso, quando uma das autoras que você ama escreve, você tem que ler. Esse livro estava nos meus desejados há algum tempo e quando recebi o convite da editora para ler,não poderia negar.
“ O amor nos tempos do ouro” é um romance histórico que se passa no Brasil Colônia, um dos períodos que nunca tive muito prazer em estudar na nossa história e conta a história de Cécile, filha de um francês com uma portuguesa, que perdeu toda sua família de maneira trágica e agora se vê obriga a se casar com um homem rico e poderoso de Minas Gerais, mas asqueroso.

Quando ela se vê no Brasil, obrigada a fazer um caminho tortuoso entre Rio de Janeiro e Minas, ela acaba revendo sua vida e seus conceitos, crescendo e amadurecendo, além de obviamente se apaixonar pelo homem que era errado em todos os sentidos, nada nobre, com um lado duro e que já prestou muitos serviços baixos, um homem que a está levando contra sua vontade para um destino cruel, Fernão. E ele não poderia ser mais certo.
Logo que comecei o livro, ele não se desenvolveu tão rápido quanto os outros que li da autora. Marina Carvalho estudou profundamente a nossa história, tentando se manter fiel a linguagem da época que era bem mais formal que a nossa, com isso, a narrativa não teve a mesma fluidez.Quando me adaptei a narrativa, o livro fluiu.
Cécile tem aquele perfil comum nas personagens da autora, força. Ambas sabem o que querem,sem perder a doçura e o lado sonhador. Cécile apesar de ter crescido com dinheiro e conforto, soube se adaptar, tinha um excelente coração e nunca se deixou levar pelas situações, se prendendo aos ensinamentos de seu pai e suas lembranças felizes.
Fernão é um daqueles homens que conseguem ser a nossa versão de mocinhos. Rustico, duro, bruto, mas com um coração nobre de certa forma, que soube manter sua dignidade e seu respeito.
O romance não é o grande foco, talvez porque a autora tenha explorado muito bem todas as tramas paralelas com os escravos, o casamento arranjado.Desta forma,temos um pouco de história e conteúdo e não apenas romance. O romance tem um jeito doce e que se desenvolve de maneira lenta, sem pressa, e quando chega ao seu ápice é lindo demais.
O livro tem bem pouca sensualidade, o que difere de muitos do gênero, mas isso não afeta de maneira alguma a obra.
Graças a uma pesquisa profunda e a uma narrativa cativante, “ O amor nos tempos do ouro” é um romance lindo, profundo não apenas no amor mas em sua trama.Além de nos fazer refletir sobre o nosso país e a nossa história.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por lerem! Comentem e deixem seus blogs, vou visitar com toda certeza, e voltem sempre.

Design e Ilustrações por Ilustranos ♥ Desenvolvimento por Moonly Design