13 outubro 2014

Resenha: Passarinha - Kathryn Erskine



Editora: Valentina
Autor(a): Kathryn Erskine
Título Original: Mockingbird
Páginas: 224
Skoob  / Comprar


No mundo de Caitlin tudo é preto ou branco. As coisas são boas ou más. Qualquer coisa no meio do caminho é confuso. Essa é a máxima que o irmão mais velho de Caitlin sempre repetiu. Mas agora Devon está morto e o pai não está ajudando em nada. Caitlin quer acabar com isso, mas como uma menina de onze anos de idade, com síndrome de Asperger ela não sabe como. Quando ela lê a definição de encerramento ela percebe que é o que ela precisa. Em sua busca por ele, Caitlin descobre que nem tudo é preto ou branco, o mundo está cheio de cores, confuso e bonito.



Sou apaixonada por livros, todos que estão lendo isso compartilham do mesmo sentimento ou pelo menos um não ódio, mas sou ainda mais apaixonada pelos livros que mudam. Alguns livros devem ser escritos com esse propósito, lidos com esse propósito e devem atingir o mesmo. Como professora, como uma futura mãe(um dia, espero), como um simples ser humano sei o quanto é complexo e trabalhoso lidar com esses seres de mente incrível mas tanta especialidade que nos faz pensar nele de outra maneira.

O livro nos conta a história da especial Caitlin, uma menina de doze anos incrível que perde seu irmão mais velho numa situação horrível. A situação toda já é complicada mas Caitlin ter a Síndrome de Asperger e com isso, Devon era sua rocha protetora, aquele que a fazia se conectar ao nosso estranho mundo.


“Quero Devon por perto de um jeito diferente. Quero Devon por perto do mesmo jeito.”



Em sua mente especial, Caitlin tenta lidar com as mudanças, a saudades do irmão, o seu projeto Águia inacabado, a reação da comunidade e a distancia do seu pai. Nesse meio, ele busca “ Captar O Sentido” de tudo que está acontecendo e tenta dar um desfecho a sua vida confusa.

O livro é lindo porque é singular. Ele é leve e profundo, é real, sincero. Ele te guia e te tira da sua zona de conforto. Te faz ser humana e corajosa para encarar que o mundo não é formado do que você sabe e conhece.Passarinha mudou minha vida.

Caitlin é tão incrível, na sua forma singular e única de ver a vida, sua procura de explicações em dicionários, sua distancia e simplicidade de tudo aquilo que a afeta. Ela se refugia nos livros, acha sua resposta nos livros, dá forma como ela lida com a dor e com a perda daquele que era sua fortaleza.


“O bom dos livros é que as coisas do lado de dentro não mudam.As pessoas dizem que não se pode julgar um livro pela capa mas isso não é verdade porque a capa diz exatamente o que tem dentro.”


Devon era escoteiro e foi morte de uma forma tão desconexa, não com a história, mas sem sentido. Eu sofri por ela, não imagino perder minha fortaleza, aquele que me faz ainda ter contato com o mundo.

A Sindrome de Asperger lembra o autismo, e como professora, já tive o prazer de trabalhar com crianças autistas e a forma como ele ver o mundo é tão único que comove.Eu gosto da sua maturidade, misturada a sua distancia de todo o barulho, sua paixão pelo silencio, sua tentativa de ser –assim como todos tentamos –ser normal.

Além de todo o meu amor, todas as lágrimas que derramei quando ela encontra seu Desfecho, quando ela segue em frente, quando sua visão se torna minha visão, a Editora Valentina fez um trabalho lindo com a diagramação, confiram e se apaixonam. Vale apena cada centavo.


Dizem que menos é mais e Passarinha nos responde isso. O livro é fino, mas sua imagem extrapola suas poucas e pequeninas páginas, a beleza das páginas, dos valores e das lições nos faz entender o porquê de prêmios.


“Está vendo?É por isso que as emoções são más e eu tenho horror a elas!Principalmente chorar. Eu não Capto O Sentido.”







19 comentários:

  1. Realmente, Passarinha é um belíssimo trabalho!! A história parece ter sido escrita com muita sensibilidade e isso me agrada bastante. Tenho muita vontade de ler.
    Também já tive a oportunidade de trabalhar com crianças autistas e com Asperger e concordo completamente com você: é encantadora a forma como eles vêem e lidam com o mundo.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho esse livro, mas ainda não li. E essa foi a primeira resenha que li sobre ele. Deu vontade de ler agora mesmo! rsrs Na minha cabeça, era outra estória! Curti bastante!!

    Beijinhos

    Mirelle - meumundoemtonspasteis.com

    ResponderExcluir
  3. Nossa, que história linda. Gostei muito da resenha e confesso que senti uma imensa emoção ao lê-la. Não conhecia a sindrome de Asperger. Achei esse livro lindo, adoraria ter a oportunidade de ler ele, e até fazer um trabalho de colégio sobre ele. Gosto de livros assim sabe?! É muito ruim mesmo perder nosso porto seguro, ainda mais uma pessoa especial.

    ResponderExcluir
  4. Nunca imaginei que se tratasse disso... a sinopse engana. E há uma mescla de temas fortes... sei lá, mas acho que não sobrevivo a este livro.

    ResponderExcluir
  5. Amei o assunto que o livro aborda, nunca li nada em relação a síndrome de Asperger, esse livro parece bem elaborado. O livro parece ser sensível e tocante e a Caitlin parece ser incrível, com certeza já entrou pra minha listinha, só espero gostar tanto quanto você =)
    Bjss

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ana.

    Essa é a primeira resenha que leio de Passarinha, parece ser um livro muito bonito.
    Não sabia a respeito do que o livro é e nem da doença que Caitlin sofre. Fiquei bem animada em ler o livro, gosto de dramas e esse parece que vai ser um daqueles livros que nos fazem chorar. Parabéns pela resenha.

    Visite: http://paradisebooksbr.blogspot.com.br/

    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Muito interessante esse livro, narrado pelos olhos de uma menina com Síndrome de Asperger. A Caitlin parece ser mesmo incrível!
    A diagramação está linda mesmo!
    Ótima resenha! Abraços Ana!

    ResponderExcluir
  8. Já li resenhas falando muito bem sobre esse livro. Adoro temas assim, tocantes e que nos fazem refletir. A história parece ser linda, ainda mais por ser de uma criança. Com certeza vou ler esse livro, e espero gostar dele também :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Eu concordo com Caitlin acho que mundo e meio preto e branco!
    Pois a gente tem sempre duas opção, e não existe este trem de
    mais o menos, ou vc gosta ou não. Ou voce e ruim ou boa!
    A historia me chamou atenção,pois em varios fatores em concordo
    com a historia!

    ResponderExcluir
  10. Oie!
    Essa leitura parece bem emocionante, li muitos comentários nesse sentido.
    Percebi que as editoras passaram um período lançando livros sobre a Sindrome de Asperger.
    Bj!

    ResponderExcluir
  11. Esse ta sendo tão bem comentado nos blogues, eu o achei tão emocionante, embora nesse momento tô fugindo de livros emotivos, mas quem sabe eu não esqueça disso e comece logo a lê-lo.

    Abçs :)

    ResponderExcluir
  12. Já vi alguns filmes que retratam personagens com Asperger e eles me emocionaram muito. Sinto que a Caitlin terá o mesmo efeito em mim. Bem curiosa pra ler :)

    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Já vi o livro mas ainda não li e nem sabia do que se tratava. Acho que não precisa ser professora ou futura mãe (sou de ADM e espero não ter filhos) para saber como é difícil lidar com as pessoas, rs. Achei interessante o livro, já tinha visto essa síndrome (só na TV) e acho que com o livro posso conhecer mais sobre ela. E também amo livros que nos mudam.

    ResponderExcluir
  14. Um livro que esta resenha me lembrou é "Os gatos nunca mentem sobre o amor", que também trata do tema sobre autismo e como a relação com os gatos ajuda no desenvolvimento das crianças, pois os felinos são muito sensitivos.

    ResponderExcluir
  15. Awm eu já li esse livro e é simplesmente LINDO!
    Sabe, além de todo o drama e da história linda de superação, dá para conhecermos mais sobre a Síndrome de Asperger e o comportamento deles... que é algo muito interessante.
    Foi uma das melhores leituras.

    ResponderExcluir
  16. Já li esse livro e senti tudo isso que você e um pouco mais, fiquei sem palavras para descrever o quanto essa história me emocionou, me faz pensar na vida e em como tudo pode ser superado, ainda bem que existem autores que conseguem escrever uma história tão linda, real e sincera, conseguindo atingir nosso coração e com isso nos apegamos aos personagens, seus dramas, suas perguntas e suas respostas.
    Caitlin é realmente uma personagem única e fantástica, esse sem dúvida nenhum é um dos melhores livros que já li na vida e recomendo para todos, vale muito a pena cada centavo, cada lágrima, cada minuto lendo Passarinha.

    ResponderExcluir
  17. Só tenho lido resenhas positivas em relação a esse livro. A Editora Valentina nos tem brindado com títulos maravilhosos como esses. Como você disse, acho que o grande encanto em "Passarinha" é que ele é simples, mas de uma sutileza e profundidade sem tamanhos. Claro que está na minha listinha desde seu lançamento.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  18. Eu quero muito ler esse livro porque a premissa dele parece ser demais. Somente pelo fato de entrar, entender e compreender o mundo de quem tem a Síndrome de Asperger deve ser incrível. Espero ler esse livro em breve <3

    ResponderExcluir
  19. Adorei a resenha! Realmente me interessei para ler esse livro, parece ser muito bom! :)

    ResponderExcluir

Obrigada por lerem! Comentem e deixem seus blogs, vou visitar com toda certeza, e voltem sempre.

Design e Ilustrações por Ilustranos ♥ Desenvolvimento por Moonly Design