05 agosto 2014

Resenha: Tentação Sem Limites - Abbi Glines


Editora: Arqueiro
Autor(a): Abbi Glines
Título Original: Never Too Far
Páginas: 208
Série: Sem Limites - Livro 2
Skoob  / Comprar

A vida de Blaire Wynn não foi nada fácil. Sua irmã gêmea morreu muito cedo, seu ex-namorado e melhor amigo a traiu e ela precisou cuidar da mãe doente até o último dia de sua vida. Depois de tanto sofrimento, o que ainda seria capaz de machucá-la? O terrível segredo de Rush Finlay. Depois de se apaixonar perdidamente por ele, Blaire descobriu algo cruel que destruiu para sempre o mundo que conhecia. Agora ela está mais sozinha do que nunca e precisa recomeçar a vida longe de todos que a feriram.O único problema é que não consegue deixar de amá-lo.
Rush Finlay também não sabe o que fazer. Apesar das tentativas dos amigos e da família para animá-lo, o rapaz segue desolado. Ele já não quer saber da vida que levava, regada a festas, bebidas e mulheres. É atormentado pelas lembranças de um sentimento que jamais imaginara que fosse conhecer e que não pôde ser vivido plenamente. Nem Rush nem Blaire imaginavam que seus universos pudessem se transformar de forma tão radical. Porém, a maior reviravolta das suas vidas ainda está por vir. E ela será tão intensa que obrigará Blaire a engolir o orgulho, voltar a Rosemary, na Flórida, e enfrentar seus inimigos. Rush por sua vez, terá que lutar para consertar seus erros e se provar digno da confiança e do amor dela. Segundo volume da trilogia Sem Limites, que já vendeu mais de 5 milhões de exemplares no mundo, Tentação sem limites é tão viciante e tentador quanto uma paixão proibida. 



Quem conferiu minha resenha de “ Paixão sem Limites” viu que gostei do livro, não foi nada que tenha mudado minha vida, mas a narrativa fluída me conquistou e me levou para o mundo dos new adults! Mas não sei se posso dizer o mesmo de “ Tentação Sem Limites”, não digo que não gostei, mas talvez não o tenha lido em boa hora, logo, fiz uma avaliação muito crítica.Tentarei ser imparcial quanto a história,deixa-la livre de spoilers, vejamos.

O livro traz como foco o casal que já conhecemos, Rush, o bad boy e Blaire, a garota com o passado sofridos. Fatos ocorrem e tudo conspira para que eles não fiquem juntos.Personagens secundários ganham mais força e a bomba que foi jogada no fim do primeiro livro é mais explorado e o final de "Paixão sem Limites" ganha toda sua importância.

A Blaire é uma personagem que me irritou tanto, mais tanto, mais tanto que foi difícil ler. Nesse livro, ela não se decide e não toma as atitudes que ela tanto quer. A indecisão dela foi tão latente que é difícil até mesmo se solidarizar. Claro, não foi infundado, mas eu esperava que ela agisse e não apenas ficasse naquele tão irritante chove e não molha.

O Rush continua e sempre será um querido literário para mim. Embora nem cem por cento das suas atitudes seja das mais corretas, admiro seu esforço de nunca desistir dela. Gosto do fato de que o Rush faz com que você torça por ele, lute junte por ele e xingue a Blaire por ser tão idiota! Por que não tenho o Rush para mim?*suspira*


“E se ela voltar? O que você vai fazer? (...) O que eu faria? Eu imploraria.”

Apesar da Blaire ter me tirado do sério, o livro deu muito mais espaço aos seus personagens secundários o que me rendeu risadas e um conhecimento maior de Rosemary Beach que será palco de uma série de romances que serão publicados pela Arqueiro.


O livro terá uma continuação, embora não saiba o que esperar, admito que estou curiosa. Abbi Glines tem uma narrativa que devia ser crime, ela tem prende, te amarra e você só quer ler, ler e ler. A Arqueiro manteve sua diagramação simples, mas que foi feliz, ao dar um destaque grande ao Rush que é o foco nesse livro. Embora esse livro não tenha me ganhado tanto quanto o primeiro não posso dizer que odiei. Sendo bem honesta, estou curiosa pelo próximo.

17 comentários:

  1. Não é uma série que pretendo ler por ser de um gênero que eu não gosto.
    Todo mundo fala que ficou com raiva da Blaire, ela deve ser bem irritante mesmo.
    Gosto muito de narrativas que prendem a gente, espero que a autora invista em outro gênero, rsrsrs.
    Boa resenha! Um abraço, Ana!

    ResponderExcluir
  2. Eu li Paixão sem Limites semana passada e foi uma super decepção. Tudo bem que eu não coloquei nenhuma expectativa porque o gênero não me agrada. Conseguiu ser pior do que eu estava imaginando, mas ok. Não tenho interesse em ler a continuação e a Blaire irrita mesmo!

    ResponderExcluir
  3. Li Paixão e Tentação Sem Limites, mas não morri de amores pela série e seus personagens. Rush é a prepotência em pessoa e Blair é lesada - coitadinha, mora no quartinho embaixo da escada mimimi

    Mas é nítida a melhora de ambos em Tentação Sem Limites com as responsabilidades... fizeram besteira e tiveram de arcar com as consequências e disto eu gostei.

    ResponderExcluir
  4. Tbm concordo que a narrativa dela só prende amo de mais os livros dela
    Estranha Perfeição amei tbm
    As capas estão divinas

    ResponderExcluir
  5. É o tipo de estória cliché e chata. Não gostei nem um pouco. =/

    ResponderExcluir
  6. Resenha simples, mas muito bem feita parabéns!!!
    O livro não me chamou muito a atenção desde a capa, a sinopse é boa, mas não chama muito a atenção... Gostei da resenha.
    Esse não é um dos meus livros favoritos e além disso tirou bom na sua classificação... sendo assim, não vai entrar para a minha lista de desejados!
    Beijos!!!
    Bruno Valério
    reciclando.bruno@ig.com.br

    ResponderExcluir
  7. Só li o primeiro livro dessa série, mas confesso que esperava um pouco mais. No primeiro livro a Blaire já me irritou muito, imagina nesse livro então. A única coisa que salvava era o Rush e o Woods. então tenho mais vontade de ler Estranha Perfeição do que esse livro.
    Bjss

    ResponderExcluir
  8. OOOOOOOOOOOOOOOOOI, Anaaaaaaa *-* Tudo bom, anjo? ♥ Aaah, dizem que os livros da Abbi são ótimos, né? Hahahaha, o que mais faz sucesso é o Estranha Perfeição! :3 Mas não estamos falando dele, então... Enfim, hahahahahaha! Poxa, uma pena você não ter gostado tanto deste! Ler um livro em péssima hora é ruim, ruim demais, hahahahah! Mas como podemos adivinhar, né? Hahaha! Geralmente, se estamos passando por algo, os livros nos libertam :3 Sério que a Blaire te irritou? Iiiiiiiiiiiiish, protagonistas chatos não são nada bons, hahahahahaha! Uauhauhashuashu, *suspiramos* Também quero o Rush, pooooxa! Hahahaha, achei legal da parte dele aguentar a chatinha da Blaire, hahaha! E uau, uhasuhshuhahs! bom saber que a Abbi te prende e tudo o mais, isso é muuuuito bom, né? Hahahahaha! ♥ Adooooorei sua resenha, viu? *-*

    BEIJOS INFINITOOOOOOOOOOOOS! ♥

    Juu-Chan || Nescau com Nutella

    ResponderExcluir
  9. Eu achei esse livro totalmente desnecessário, só foi útil pra saber porque o pai da Blair abandonou a família.
    Nesse livro a Blaire também me tirou do série, não aguentava mais ela! Já o Grant, Woods e Bethy me cativaram :)
    Também não sei o que esperar do último livro, mas espero que seja melhor que esse segundo.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Tenho lido algumas resenhas positivas em relação aos livros dessa série e, a cada uma delas, minha curiosidade pra lê-la só aumenta. Uma pena que a autora acabou perdendo a mão nesse volume com essa protagonista chata de galocha. Não gosto de personagens assim como ela. Mas, pra equilibrar as coisas, ela deu um up com as personagens secundárias. Espero ler em breve.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  11. Acho que tem um enorme exagero neste segredo do passado da Blare que descobrimos no final do volume 1. Mas neste volume, não foi ela que continuou me irritando e sim a Nan, egoísta e mimada até a última gota!
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  12. Oieee
    Estava tão curiosa sobre essa série,é uma pena esse segundo livro deixar a desejar espero que o terceiro venha com tudo.E a Blaire,meu deus,que menina chata!Se eu fosse o Rush já teria desistido dela.A Abbi é uma grande escritora então mesmo com esses personagens mega irritantes quero muito ler a série.
    bjs

    ResponderExcluir
  13. Também não curto mto esse estilo. Só consigo me identificar mais com romances históricos. Mas sério, gosto de personagens femininas mais decididas, firmes e focadas em algo mais que não seja um homem. hehe É bom tem uma personagem forte pra gente se espelhar. Ainda bem que o Rush dá uma força pro book hehehe

    ResponderExcluir
  14. Essa é uma das séries que tenho curiosidade em ler, mas que não estão no topo da lista de desejados, sei lá, tem momentos q quero muito ler e tem outros que parece ser a pior série do mundo, vai entender...

    ResponderExcluir
  15. Oiii
    Amei sua resenha, você foi direto ao ponto! Toda resenha que leio desse livro diz praticamente a mesma coisa, há as mesmas críticas. Talvez isso tenha influenciado na minha demora de ler Paixão sem limites e Tentação sem limites, além da falta de tempo. Amo New Adult e pretendo ler os livros da Abbi Glines em breve, e assim como você, vou gostar da narrativa dela, mas vou me cansar de tanto mimimi da personagem! kkk
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. É do meu conhecimento a legião de fãs que a série e o gênero possuem, mas indo contra a maré, eu passo longe desse estilo.

    ResponderExcluir
  17. Gosto bastante quando os autores dão espaço para os personagens secundários também aparecerem. Mas, infelizmente, não leria essa obra. Esse é um gênero de livro que não me agrada, definitivamente.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de agosto

    ResponderExcluir

Obrigada por lerem! Comentem e deixem seus blogs, vou visitar com toda certeza, e voltem sempre.

Design e Ilustrações por Ilustranos ♥ Desenvolvimento por Moonly Design