05 julho 2014

Resenha: A Esperança - Suzanne Collins





Editora: Rocco
Autor(a): Suzanne Collins
Título Original: Mockingjlay
Páginas: 421
Série: Jogos Vorazes-Livro 3
Skoob  / Comprar



Depois de sobreviver duas vezes à crueldade de uma arena projetada para destruí-la, Katniss acreditava que não precisaria mais lutar. Mas as regras do jogo mudaram: com a chegada dos rebeldes do lendário Distrito 13, enfim é possível organizar uma resistência. Começou a revolução. A coragem de Katniss nos jogos fez nascer a esperança em um país disposto a fazer de tudo para se livrar da opressão. E agora, contra a própria vontade, ela precisa assumir seu lugar como símbolo da causa rebelde. Ela precisa virar o Tordo. O sucesso da revolução dependerá de Katniss aceitar ou não essa responsabilidade. Será que vale a pena colocar sua família em risco novamente? Será que as vidas de Peeta e Gale serão os tributos exigidos nessa nova guerra?



Às vezes tento entender o que os autores pensam quando sentam e escrevem, dia após dia, os capítulos do último livro da série. Se tudo está programado, se ele muda coisas de última hora... Dizem que a expectativa demasiadamente grande em cima de um livro gera grandes decepções... É, isso é verdade.

Tentar não dizer spoilers desse livro será fácil, então vamos lá.O livro é divido em três partes como os demais da série e grande parte do livro se resume a uma única pessoa: Katniss Everdeen. Embora ela seja protagonista desse, esperava que o livro tivesse outros focos. Claro que eles estão lá, mas até mesmo a narração em primeira pessoa –que eu desejava que fosse diferente –me fez ter uma visão limitada de tudo.

Nesse livro, a rebelião que é desenvolvida e construída tem seu clímax e senti falta de ação. Esperava que houvesse sangue, corpos colidindo, uma visão real e não programada da arena, mas qual foi a minha decepção ao avançar página por página de um desfecho tão calmo quando o de Amanhecer(Saga Crepúsculo).


“Porque ele nunca subestima a crueldade daqueles que enfrentamos.”

Katniss está atormentada, sua vida não é a mesma, seus pensamentos não são os mesmos desde suas experiências na arena, mas agora ela passa a maior parte de sua vida dormindo, decidindo ser ou não o tordo que Panem deseja, decidindo seus sentimentos por Peeta e Gale, decidindo sua relação com sua família. Katniss tem inúmeras decisões a tomar, e ela passa cada vez mais tempo desorientada e cada respiração mais a parte de tudo.

Peeta.*momento em que suspiro*Apesar da Collins não aproveitar o Peeta como deveria, ela deu um final digno que ele merecia. Mostrou facetas que não conhecíamos, reforçou outras que admirava. Ele se tornou um dos meus personagens queridos, porque ele é equilibrado,prudente e eternamente apaixonado por um garota que não merece tanto assim.

Apesar de algumas coisas terem me incomodado, adorei a forma que o livro do início ao fim se apega ao seu gênero. O livro como distopia, não desagrada, pelo contrário, a obra se mostra cada capítulo qual é a visão de Collins de um mundo que teoricamente caminhamos. Gosto da forma que ela mostra o pior das pessoas, e que os vilões nem sempre são vilões e que nem todo mocinho é bom. Gosto da essência humana que ela mostra.


“O que for necessário para quebrar você.”

E então, caminhamos, num ritmo frenético para um final que embora eu já soubesse –sim,li as últimas páginas –me desagradou em partes. O final é o que sonhava, embora não exatamente. Surpreendeu-me à medida que sempre acho que tudo é muito quadrado e certo, me fez ver que ninguém sai de uma guerra sem uma sequela. Aqueles que leram me entenderam quando digo que algumas coisas foram desnecessárias. Mortes, rupturas, a autora imitou uma característica que muito me incomoda: a de querer ser uma serial killer. A autora criou um final muito apressado, em minha opinião, que poderia ter sido mais desenvolvido.


“Custa muito mais do que sua vida.Assassinar pessoas inocentes?Custa tudo o que você é.”

Se recomendo o livro? Recomendo pela sua distopia, por sua essência humana na integra, por sua narrativa que flui e você nem olha, pela surpresa, e pela reflexão. Jogos Vorazes, como série, sempre terá um lugar especial no meu coração, mas com todas as suas vírgulas.

16 comentários:

  1. Oi Ana!
    Não tenho vontade nenhuma de ler a trilogia, assim como ver os filmes. Acho que realmente não combina comigo e seria uma perda de tempo pois eu não iria gostar.
    Mas sua resenha ficou muito boa, e também fico divagando sobre a mente do autor quando vai finalizar uma série/trilogia. Deve ser muita pressão, mas os melhores são as mudanças repentinas. J.K já sabia como terminaria HP desde o primeiro livro, e eu achei isso simplesmente fantástico e a única exceção do que eu falei anteriormente. Sim, eu fujo muito dos assuntos quando começo a falar.. HAHHAHA
    Finais apressados são o UÓ! Mas enfim, vamos lidar com isso da melhor forma POASKPOAS
    Adorei a resenha!
    Beijos,
    Marcela.

    ResponderExcluir
  2. Olá não li a resenha pq ainda vou ler os outros livros
    Ta aqui na fila pra ler :p

    ResponderExcluir
  3. Oi Ana! Eu fiz a pior besteira da minha vida, assisti o filme antes de ler a trilogia, agora não sinto ânimo para começar a leitura.
    Sobre o final apressado do livro, tenho percebido isso em vários finais de séries, o que tem me desanimado para começar outras, de qualquer forma a trilogia de Jogos Vorazes parece ser ótima, estou tentando esquecer um pouco do filme, para futuramente ler, como gosto de distopias, acredito que eu vá gostar.

    ResponderExcluir
  4. Pena que o final não te agradou, mas mesmo assim estou com muita vontade de ler a trilogia, também, como fã de distopia que como você recomendou por isso eu tenho que ler.
    As capas de Jogos Vorazes não são muito bonitas.
    Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Percebo que você realmente se decepcionou com esse livro, mas eu realmente gostei muito de tudo que aconteceu nele, acho que ele finalizou bem a trilogia de Jogos Vorazes, me lembro que quando terminei de lê-lo fiquei na dúvida de qual livro era o meu favorito da trilogia, o terceiro ou o segundo. O segundo é meu favorito, mas como eu já disse, A esperança foi muito bom, mas pude entender porque ele não supriu suas expectativas, a história realmente tem as suas ressalvas mas na totalidade é realmente boa.

    ResponderExcluir
  7. Oi Ana!

    Eu tenho os 3 livros, mas ainda não li nenhum.
    Fiquei decepcionada com o final pela maneira que você contou. Não sei se eu lendo vou mudar de opinião.

    bjs

    https://www.facebook.com/elisamarl
    elisamarodrigues@live.com

    ResponderExcluir
  8. Suas impressões foram exatamente iguais as minhas. Parece que a autora não sabia terminar e quis correr para se livrar logo da trilogia rs Achei o final bom [sim, só bom], mas ela deveria ter desenvolvido muito mais! E também senti falta da ação no clímax da história, mas... A única parte que eu SUPER curti foi a do Snow, bem no final do livro [não vou falar para não dar spoiler], mas foi uma das melhores partes rs

    ResponderExcluir
  9. Quando li esse livro fiquei uma semana sem acreditar nesse final, foi chocante e real de uma certa forma, porque em guerras pessoas morrem e as que sobrevivem , levam a guerra pro resto da vida .

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Que triste isso né, o último livro sempre é um desafio, sempre ficamos com medo de nos decepcionar e tal, eu ainda não li nenhum livro da saga, mas estou super curiosa para ler, parece que ela é boa, mas é triste saber que o ultimo livro não é muito bom, pelo menos não tanto quanto os outros.
    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  11. Flor quero pedir desculpe por não ler a resenha e
    porque fiquei de comprar o
    primeiro livro e não quero adianta demais .... sorry ???

    ResponderExcluir
  12. Ótima resenha. Ainda não li nenhum dos livros dessa série, mas sempre vejo muita gente elogiando, fico curiosa. Achei uma pena o final ter sido sem ação, era de se esperar muitas emoções no final de uma distopia, e, pelos seus comentários, o livro deixou a desejar em alguns pontos. Porém, fico feliz em saber que, apesar das partes negativas, você recomenda essa trilogia. Quero ler também. :)
    beijos

    ResponderExcluir
  13. Eu já fiz a enorme besteira de assistir ao primeiro filme sem ler o livro e me arrependi. Agora estou correndo atrás do prejuízo...

    ResponderExcluir
  14. Para mim, A Esperança é o melhor livro da série. Narração em primeira pessoa sempre limita um pouco a visão dos fotos, mas gostei de como a autora o fez. Amo a série inteira.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de julho

    ResponderExcluir
  15. Ainda não li a série, mas comprei meu box e pretendo ler em agosto. Espero que dê tudo certo e consiga arrumar o tempinho para lê-los.
    Sinceramente, é uma das séries que mais estou com expectativas!!!!

    ResponderExcluir
  16. Apesar de não ter gostado do desfecho dessa trilogia, posso dizer que sou fã incondicional de "Jogos Vorazes". Essa parte da Suzane ser uma serial killer também me incomodou bastante. Algumas mortes não deveriam ter acontecido em hipótese alguma. Posso falar de pelo menos três nomes (e acho que você sabe quem são). Outra coisa que não gostei, foi com quem a Katniss casou. Desde o início torci pelo outro (pode me apedrejar. kkkk)

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Obrigada por lerem! Comentem e deixem seus blogs, vou visitar com toda certeza, e voltem sempre.

Design e Ilustrações por Ilustranos ♥ Desenvolvimento por Moonly Design