03 março 2014

Resenha: Esposa 22 - Melanie Gideon



Editora:  Intrínseca
Autor(a): Melanie Gideon
Título Original: Wife 22
Páginas: 397


Alice e William Buckle se casaram apaixonados. Mas, dois filhos e quase vinte anos depois, Alice está entediada. Por isso, quando recebe um convite por e-mail para participar de uma pesquisa on-line sobre casamentos, ela aceita num impulso. Respondendo às perguntas enviadas por um pesquisador anônimo e carismático (Pesquisador 101), Alice (Esposa 22) tem a oportunidade de reexaminar a história do próprio relacionamento.



Quem acompanha as caixinhas de correio do blog sabe que tenho um pequeno preconceito contra chick-lits, mas quando eu dei à louca e resolvi ler Esposa 22, não me arrependi. O livro não é espetacular, mas atende suas necessidades.

O livro nos conta a vida de Alice Buckle, uma mulher que está passando pela crise dos 40, com um casamento desgastado – apesar de ela amar o marido – e sua vida como mãe e como professora de teatro. E então, nesse casamento conturbado, ela recebe um convite para responder uma pesquisa universitária, onde ela usará o codinome Esposa 22 e será questionada pelo Pesquisador 101, o que ela jamais imaginou é que sua relação com ele se tornaria tão íntima.

Alice é com absoluta certeza uma personagem encantadora. Ela é diferente, autêntica, apaixonada pelos seus filhos, neurótica e divertida. Ela é muito verdadeira e isso é o que a torna tão engraçada. Mas se tivesse que escolher uma característica para destacar seria seu imenso coração. Não digo que ela é perfeita, mas Alice é daquelas personagens incapazes de fazer mal a alguém. Apesar de seu bom coração e da sua doçura, ela tem uma visão muito clara de tudo.


“Você é uma romântica, Esposa 22. Eu não imaginava.”

Willian é um mistério, em muitos momentos no livro fiquei ávida para saber um pouco mais dele e isso não ocorreu, talvez tenha sentido um pouco de falta de saber um pouco das coisas pela ótica dele.Os filhos de Alice são hilários, e sua relação e neurose com eles é ainda mais divertida.


“ O que todo mundo espera,imagino – é ser visto como realmente somos.”

O melhor do livro é que ele é engraçado e divertido, mas não gargalhei. E isso não foi ruim. Além disso, o anonimato do Pesquisador 101 e sua relação com Alice é demais, com certeza um dos pontos altos do livro. Aquele tom delicioso de flerte que paira no ar da história o tempo todo. Mas o destaque principal da leitura é a crítica feita as redes sociais e ao fato de que às vezes interagimos mais nas redes do que na vida real.

Mas nenhum livro é feito apenas de pontos bons, e Esposa 22 não é diferente. No livro, algumas cenas e até mesmo o seu tamanho é desnecessário. Quando li, eu via que havia algumas cenas que não faria falta. Além disto, o final foi previsível, porque a autora solta uma frase mortal na metade do livro, mas o desfecho ainda assim foi surpreendente.

Esposa 22 tem uma capa bonita, com apenas um errinho, e muitos quotes bacanas. A editora foi muito impecável na separação dos inúmeros textos que existem. O livro possui imagens e é extremamente organizado.


“ A guerra nem sempre é obvia, ainda mais quando a pessoa está em guerra consigo mesma.”

O livro me conquistou e Melanie Gideon com sua narrativa leve e suave, com sua forma de nos apresentar o romance, com a forma como ela aborda a internet e sua influência nas relações humanas me conquistou.

Sempre lembrarei com carinho desse livro, por ter me feito querer ler outros chick-lits, por sua mensagem suave e sutil, pelo seu romance delicioso e pelas boas risadas que ele me arrancou.

15 comentários:

  1. Olá Ana! :)

    Eu nunca li chicklits. Muitas pessoas falam super bem do gênero, dizem que são recheados de cenas bem humoradas e acontecimentos divertidos. Até então nenhum me chamou a atenção, sabe? Aquele tcham que diz "tenho que ler esse livro".

    Gostei da resenha :)

    Gabriel - umpapoentrepaginas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro chick lits, principalmente quando são engraçados. Sempre tive vontade de ler Esposa 22, me lembra um pouco @mor, do Glattauer, por motivos óbvios, mas imagino que os livros não sejam parecidos (eu acho haha).
    Comprei numa promoção. Um dia leio!

    ResponderExcluir
  3. Lembrei do livro "@mor".
    Apesar de não ter achado leve e divertido...
    Pela resenha este é e muito...
    William tem um papel bem secundário, acho que por isso não tem muitas informações sobre...
    Eu também gostaria de saber mais até para entender o porque do tédio de Alice.
    Gostei muito da sua resenha, mas no momento não lerei o livro.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  4. Não pensava que esse livro era tão bom, depois dessa resenha com certeza vou aproveitar as promoções que o submarino faz e comprar ele *---*

    Meu Mundo, Meu Estilo

    ResponderExcluir
  5. Amo chick-lits. Minha autora favorita dos mesmos é a Marian Keyes. (se não leu nada dela, procure >< vale a pena!)
    Gostei da temática do livro, nada do que eu li até agora vai nesse sentido. Fiquei curiosa e está nos desejados.

    ResponderExcluir
  6. Eu gosto deste gênero de leitura, e já li livros ótimos, mas este ainda não me interessou.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  7. Adorei a resenha. Nunca li nenhum livro desse gênero, mas achei esse incrível.

    Eu não gosto de livros com partes desnecessárias, e já li vários, mas quase todos tem, então o que nos resta é aprender a conviver com elas.

    Adorei a capa do livro, e, de acordo com a sua resenha, eu percebi que ela tem tudo a ver com a história.

    verbalismos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. ADOREI a resenha ! Já adicionei à minha wishlist. Me interessei bastante pelo livro depois de ler a resenha *.*

    Beijos.
    Wesley Lennox - Estante as Fadas
    http://www.estantedasfadas.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Ana,
    Esse livro me interessa pela capa, mas com sua resenha vi que a historia também não é nada mal.
    Então já ta adicionado a listinha( que vamos combinar ta bem grande)...

    Bjokas, Lê.
    www.obaudosmelhores.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi, eu confesso que nunca tinha sentido muita vontade de ler esse livro, mas estou mudando de ideia, ele parece ser muito divertido, acho que isso acontece em muitos casamentos eles vão ficando desgastados, mas emfim Alice parece ser muito original, e agora é a minha vez de querer saber mais sobre o Willian, e quem é o Pesquisador 101? hahaha curiosidade.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  11. Mais uma opinião positiva sobre o livro, não dizendo que ele é maravilhoso, mas que se surpreenderam ao ler e isso já me deixa animada, confesso que não tinha dado mta bola, mas curti a ideia ;)

    Andy_Mon Petit Poison
    RESUMO DO POISON #4.10 - Sem(03/mar-08/mar) bit.ly/1ghSiq3

    ResponderExcluir
  12. Olá!! Tudo bem??
    Este livo nunca me chamou a atenção devo confessar mas li algumas resenhas positivas como a sua em relação ao livro, e ele já esta na minha lista de desejados...Pois realmente parece ser uma leitra super agradável e leve!!
    Beijocas♥

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Ainda não conhecia esse livro, mas adorei a sua resenha, ele parece ser bem interessante. Vou ler.

    ResponderExcluir
  14. ainda não conhecia chicklits, varias pessoas falam super bem do gênero mais nunca tive a oportunidade de ler, gostei de sua resenha

    ResponderExcluir
  15. Estou na metade do livro e até então nunca tinha lido um chick-lits. Estou amando as desventuras da Alice, e apesar de ter metade da idade dela, me identifico com sua personalidade e maneira de ver a vida. Sobre sua resenha: maravilhosa! Parabéns.

    ResponderExcluir

Obrigada por lerem! Comentem e deixem seus blogs, vou visitar com toda certeza, e voltem sempre.

Design e Ilustrações por Ilustranos ♥ Desenvolvimento por Moonly Design