08 fevereiro 2014

Resenha: Em Chamas - Suzanne Collins



Editora: ROCCO- Jovens Leitores
Autor(a): Suzanne Collins
Título Original: Catching fire
Páginas: 413
Série: Trilogia Jogos Vorazes - Livro 2
Skoob  / Comprar


Depois da improvável e inusitada vitória de Katniss Everdeen e Peeta Mellark nos últimos Jogos Vorazes, algo parece ter mudado para sempre em Panem. Aqui e ali, distúrbios e agitações dão sinais de que uma revolta é iminente. Katniss e Peeta, representantes do paupérrimo Distrito 12, não apenas venceram os Jogos, mas ridicularizaram o governo e conseguiram fazer todos - incluindo o próprio Peeta - acreditarem que são um casal apaixonado.
A confusão na cabeça de Katniss não é menor do que a das ruas. Em meio ao turbilhão, ela pensa cada vez mais em seu melhor amigo, o jovem caçador Gale, mas é obrigada a fingir que o romance com Peeta é real. Já o governo parece especialmente preocupado com a influência que os dois adolescentes vitoriosos - transformados em verdadeiros ídolos nacionais - podem ter na população. Por isso, existem planos especiais para mantê-los sob controle, mesmo que isso signifique forçá-los a lutar novamente.


Quando li “Jogos Vorazes”, consegui compreender a razão pela qual tantas pessoas declaram seu amor pela série. Eu mesma me apaixonei, mas nada que se comparasse ao que senti lendo “ Em chamas”. Este livro tem equilíbrio, tem respostas, tem dúvidas e acima de tudo, tem aquele desespero que me fará terminar a série em breve.

Por ser uma sequência, essa resenha tentarei fazer o mais livre de spoilers possível. Porém, sugiro que leiam a minha resenha de Jogos Vorazes caso não conheçam nada da série.

O livro narra meses depois o fim de Jogos Vorazes, Katniss agora não passará mais fome e dificuldades embora sua relação com Peeta, seu companheiro em Jogos Vorazes e Gale, seu melhor amigo esteja sendo complicado demais. Enquanto isso, ela tem que lidar com a fúria da Capital, a possível rebelião e manter sua família unida e salva.

E ela pensava que jamais pisaria em uma arena novamente até que ocorre os “Jogos Quaternários”, evento este que ocorre a cada vinte cinco anos e seria um “ Jogos Vorazes” top, e neste ano, os vencedores serão sorteados e estarão na arena de novo.


“Dois do sexo masculino.Um do sexo feminino...Vou voltar para arena.”

Não sei o porquê, nem como, mas Katniss muda demais nesse livro. Embora ela ainda tenha uns pensamentos bem “ triângulo amoroso” eu ainda prefiro  ela neste livro. Ela se torna corajosa, destemida, e muito mais sensível ao mundo ao seu redor. Percebendo um pouco que as coisas são mais difíceis do que ela imaginava. Ela evoluiu bastante e se tornou mais e mais empolgante. Que ela continue assim.


“Porque sou egoísta.Sou covarde.Sou o tipo de garota que, mesmo podendo ser claramente útil em alguma coisa, fugiria para continuar viva e deixaria para trás para sofrer e morrer aqueles que não tinham como segui-la.”

Peeta Mellark. Esse com certeza é o personagem deste livro. A autora o explorou mais e ele se mostrou ainda mais impactante. Ele tem uma coragem e uma audácia que me surpreenderá, sinto isso. Sei que embora ele pareça frágil, ele é tão inteligente e às vezes consegue ser mais estrategista que a Katniss que é muito impulsiva.


“Só que para Peeta não foi apenas uma estratégia.Não tenho certeza do que foi pra mim.”

Outros personagens que surgem na série, e que adoraria falar sem dar spoiler, foram de total valia para esta leitura.Deram equilíbrio, sabe? Havia de tudo, inteligência, sarcasmo, bom humor.Ou outros vencedores são um bom exemplo, como eu me apaixonei por eles.

Devo dar um destaque à crítica social que esse livro aborda, apesar de no filme ser mais direto, fez com que eu parasse e refletisse sobre algumas coisas. A fome, e a miséria presentes nos livros são bem latentes, mas talvez seja apenas uma versão exagerada do que já vivemos hoje.

Suzanne Collins fez um livro brilhante. Já havia visto o filme então nada era novo,mas ainda assim o livro tem a dose perfeita de cada elemento, além de autora explorar ainda mais os elementos do mundo distópico que ela construí. Algumas pontas estão soltas e mal posso esperar até ler “ A Esperança”.Ela quebrou meu coração inúmeras vezes nessa leitura, e ainda assim eu era masoquista o suficiente para continuar a ler.Além disto, este livro é extremamente inteligente e bem construído e nada fica fora do lugar. Que saudade!

A capa é linda, minha favorita da série, e a Rocco manteve a diagramação padrão da série que deixa tudo ainda mais lindo.E a forma como o livro é divido em partes foi ainda mais incrível.

O livro foi ideal pelo equilíbrio. Havia romance, ação, crítica,drama, uma dose de mistério além de uma narrativa que só me fez querer saber mais e mais. O livro me ganhou e eu consumi suas páginas mesmo quando tentava economizar aos montes. Eu não queria ler tão rápido, mas a curiosidade deixou? E aguardo ansiosa a leitura de “ A Esperança”.


“E agora vinte e três de nós serão mortos para mostrar como até mesmo a esperança era uma ilusão.”

8 comentários:

  1. Li esse livro e amei! tem como não amar essa saga? é perfeita tudo é bem construidoo! amei umas das minhas sagas preferidas..recomendo a todos!

    ResponderExcluir
  2. Acredita que ainda não li Em Chamas? Tô com peninha de me despedir dessa trilogia! rsrs
    Mas concordo com você, de acordo com o que andei lendo e vi no filme, a Kat amadureceu demais e o Peeta também é meu preferido! <3
    Adorei sua resenha! Nada de spoilers! E me fez querer correr para ler o livro!
    Beijos
    Nica
    http://www.draftsdanica.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu não li o livro, vi apenas o filme e gostei muito, o que aumentou mais ainda minha vontade de conhecer a série.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  4. Como amo!!! Em Chamas é o meu preferido da trilogia, eu meio que me decepcionei um pouquinho com o último...sei lá. Eu lembro que quando eu li o final eu fiquei paralisada precisando do próximo, uma reviravolta incrível

    ResponderExcluir
  5. Oi, oi!
    Esse é o meu livro preferido da trilogia, pelo fato de termos mais emoção, coragem, a meu ver o primeiro foi um aperitivo, já Em Chamas, mostra a batalha, o real jogos vorazes descrito no primeiro livro. Em relação ao terceiro e primeiro livro, concordo com você, nesse a Katniss mostrou-se mais coragem, determinada. Eu não gostei das cenas com a Gale, sou mais o Peeta.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Gosto muito desse livro, essa trilogia não é minha preferida, mas gosto muito do mesmo jeito. Esse livro é o que eu mais gosto dos três. Gosto muito do Peeta, mas entendo bastante o Gale, e não consigo entender o motivo do povo odiar tanto ele, simplesmente não entendo. O filme foi muito bom, quase perfeito, muito fiel ao livro. Confesso que não gostei muito do terceiro livro, e foi ele quem me deixou um pouco triste com a trilogia, eu esperava mais, e acho que vi algumas coisas que ninguém mais viu, não vou falar aqui para não dar spoiler, quando você fizer a resenha do terceiro eu conto, hahaha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Eu ainda não li os livros da Trilogia, embora em acompanhe os filmes. Pelo que me dizem os livros tem um aspecto mais forte diferente dos filmes, pois eles tiveram que adapta-los de uma maneira que abrangesse o máximo de público possível. Mas estou ansiosa para poder me aprofundar mais nessa história.

    ResponderExcluir
  8. Eu ainda não comecei a ler os livros da série, mas acredita que tenho eles na minha estante ?! Eu não sei porque ainda não comecei... acho que não sou tão louca assim por Jogos Vorazes e prefiro ler algum outro tipo de gênero. Mas a forma que você faz a resenha faz com que a gente fique com vontade de ler o livro, e conhecer sobre os novos jogos!

    ResponderExcluir

Obrigada por lerem! Comentem e deixem seus blogs, vou visitar com toda certeza, e voltem sempre.

Design e Ilustrações por Ilustranos ♥ Desenvolvimento por Moonly Design