05 novembro 2013

Resenha: Um Gato de rua chamado Bob - James Bowen


Editora: Novo Conceito
Autor(a): James Bowen
Título Original: A street cat named Bob
Páginas: 236

Quando James Bowen encontrou um gato ferido, enrolado no corredor de seu alojamento, ele não tinha ideia do quanto sua vida estava prestes a mudar. Bowen vivia nas ruas de Londres, lutando contra a dependência química de heroína, e a última coisa de que ele precisava era de um animal de estimação. No entanto, ele ajudou aquele inteligente gato de rua, a quem batizou de Bob (porque tinha acabado de assistir a Twin Peaks).Depois de cuidar do gatinho e trazer-lhe a saúde de volta, James Bowen mandou-o embora imaginando que nunca mais o veria. Mas Bob tinha outras ideias. Logo os dois tornaram-se inseparáveis, e suas aventuras divertidas — e, algumas vezes, perigosas — iriam transformar suas vidas e curar, lentamente, as cicatrizes que cada um dos dois trazia de seus passados conturbados.Um Gato de Rua Chamado Bob é uma história comovente e edificante que toca o coração de quem a lê.




Um gato de rua chamado Bob narra a história verídica de James Bowen, o autor, que se vê aos quase 30 anos um dependente químico em recuperação, sozinho, morando num lugar medíocre, tocando nas ruas de Londres e sem objetivo até encontrar na soleira do apartamento vizinho um gato. Maltrapilho, sujo, doente, magro e laranja.
Ele se encanta de primeira, porém acredita que o vizinho é o dono e mantém distancia. Quando James descobre que o laranjinha é um gato de rua, se afeiçoa e o leva para sua casa, e assim começa a história.

“ Talvez ele tivesse visto em mim uma alma semelhante.”

O livro me afetou um bocado. Havia comprado ele há algum tempo, mas pela minha mãe do que por mim, em função de ter uma mãe alucinada por gato. Vivi e ainda vivo cercada de gatos e esta é a forma que vivo há dezessete anos, então eu sabia que o livro me afetaria pelas semelhanças, mas não é esse ponto.

“(...) De certa forma, ele estava devolvendo minha identidade.Eu tinha sido uma não pessoa, e estava me tornando uma pessoa novamente.”

Quando um livro conta uma história real, você já o lê com outro olhar. Aos poucos, ao sabermos a história de Bob e James nos enchemos de compaixão e nos deparamos com a quantidade de almas soltas pelo mundo necessitada de muitas segundas chances.

“(...) Tinha uma boca a mais para alimentar – uma boca faminta e manipuladora.”

James é muito real, e sua narrativa é tão simples, tão direta que nos guia apenas pela necessidade de sabermos mais, nada mais. Seu passado não é belo, mas duro. Sua família, seus amigos, seu vício. É muito duro para nós quando lemos suas crises com drogas e saber que elas foram reais nos doí ainda mais. Além disso, o amor que ele desenvolve por Bob é tão puro, belo e real que nos emociona.


“Bob e eu tínhamos muito em comum.Talvez por isso o vínculo houvesse se formado tão rápido – e estivesse crescendo de forma tão profunda.”

Bob em muitos momentos é algo além de um gato, muitos pontos que o autor traz eu já havia percebido em meus próprios gatos como por exemplo: Gatos tem personalidade e a de Bob é ímpar. Ele tem uma ironia, uma alegria, uma confiança, uma lealdade que me comoveu e me desejou ter um Bob para mim... Ele é o melhor amigo que qualquer ser gostaria de ter.

“(...) Ele era uma bela criatura, não havia dúvida. Mas não era apenas isso. Havia algo mais em Bob.”

A amizade que é desenvolvida é um exemplo a seguir, de lealdade e de confiança. É lindo o quanto vemos esse relacionamento se desenvolver.
A narração do livro é fantástica, simples, direta e sem objetivo de ser literária, apenas uma narração de fatos que nos faz crer e perceber o jeito que a vida dá segunda chances.


“(...) Era como se alguém houvesse puxado as cortinas e lançado um pouco da luz do sol em minha vida. É claro que, de certa forma, alguém havia feito isso mesmo.”

A Editora Novo Conceito foi feliz em sua tradução e o carinho com o livro, colocando patinhas e a sombra de um gato na parte de trás do livro. A diagramação foi impecável e simples como o livro pedia.


“Nós estávamos juntos, e nenhum de nós queria que isso mudasse.”

Recomendo este livro a todos que amam gatos, e tem um bichinho de estimação e sabe o quão especiais eles são para nós. Um gato de rua chamado Bob me comoveu, porque nos narra uma história de superação e segundas chances que sempre são necessárias.


“Éramos eu e Bob contra o mundo mais uma vez. Foi como se eu nunca houvesse me afastado.”



13 comentários:

  1. Ownt... a história parece muito fofinha e ainda assim com um conteúdo pra lá de profundo! Adicionar na minha lista de desejados desde já! rsrsrs
    Linda resenha, flor, parabéns!
    Beijinhos,
    Scar.
    http://wonderlandmundodoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Ana!
    Adorei a sua resenha, e os quotes! Maravilhosos *-*
    Acho muito legal essas histórias de superação e tudo mais, mas não sei se teria paciência para ler esse livro. Sou apaixonada por animais, mas não taaaanto assim, rsrs.
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Nossa! Já tinha visto esse livro em varias pages do face e em vários blogs mais nunca tinha parado pra ler do que realmente o livro se tratava e agora que sei que a história é real eu quero muito ler.
    A gente encontra forças onde menos esperamos.

    ResponderExcluir
  4. Não gosto de livros que contam histórias de animais, amo cachorros, mas não gosto desse tipo de história, porémmmm, tenho vontade de ler esse livro, talvez por que a capa seja fofa.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Nossa, não sabia que era praticamente uma biografia este livro. A foto que você colocou neste post me balançou muito! Realmente o livro foi um sucesso e quem tem animal de estimação sabe exatamente o motivo do porque ele pode mudar nossa vida!

    Greice Negrini

    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  6. É um livro realmente diferente!
    Já vi várias resenhas sobre ele, e a cada uma que eu leio, fico com mais vontade ainda de ler o livro, .Tenho uma mente aberta (eu acho) e darei uma chance para o livro, só espero ter a oportunidade...
    Ótima resenha!
    Beijos....

    ResponderExcluir
  7. Oioi...o blog está de visual novo...fazia tempo que não passava por aqui.
    Parabéns!!! Ficou lindo :)
    A propósito...ainda não li o livro, mas confesso que não me despertou muito o interesse.
    Bjokas

    http://livrosemarshmallows.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Não sou fã de gatos, e por esse motivo nunc ame interessei em ler o livro.
    Mas a medida que ia lendo resenhas, percebi que valia a pena deixar esse preconceito de lado e conhecer esta obra.
    Gosto de livro que trazem lições de vida, e sendo uma história verídica, torna essas lições ainda mais valiosas.
    Quero conhecer ainda a história de Bowen, mas não tenho pressa nenhuma em fazê-lo.

    ResponderExcluir
  9. Gosto de tramas com bichinhos.
    Quero ler essa, ainda mais por ser baseada em fatos reais.

    Bjo!

    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Ana,
    tudo bem?
    Eu não gosto muito de gatos. Já li alguns comentários sobre esse livro, mas nenhum deles despertou meu interesse, até o seu. Sua resenha é cativante, não sei, mas me tocou. Quem sabe agora eu leio?
    beijinhos.
    Cila- Leitora Voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Esse livro deve ser maravilhoso mesmo. Não sou super fã de gatos, mas adoro animais em geral e sendo assim, sei muito bem como eles são capazes de mudar a vida de alguém. Com um amor incondicional, lealdade e simplicidade, eles nos conquistam e trazem alegria.
    Espero ter a oportunidade de ler algum dia.
    bjs

    ResponderExcluir
  12. Oi Ana-chan :)
    Então, fiquei interessado nesse livro desde o momento de seu lançamento. Mesmo não gostando de gatos (principalmente os pretos, por quais eu tenho maior medo e fobi), eu fiquei muito interessado no enredo. Não sei se é pq o Bob me lembra ao preguiçoso e manipulador Garfield (que eu amo) ou se é pq foi baseado numa história real.
    Quero, em breve, ter a oportunidade de ler esse livro.
    Parabéns pela resenha Ana-chan. Vc escreveu ela muito bem. Infelizmente, houve um ponto que me incomodou bastante e que incomoda muitos leitores (outros não tem coragem de dizer): os quotes durante a resenha.
    Ela dá uma impressão feia a resenha. Quebra sua estrutura e dá a impressão de que está contando a história através dos quotes. Te aconselharia a fazer posts com somente quotes do livro que está lendo e que nas resenhas mostre um ou dois quotes. Fica a dica. Bjs :*

    http://peregrinodanoite.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. A historia é bem fofa adorei... apesar de não gostar de gatos mais no começo achei que seria uma historia ridícula mais quando fui mi aprofundando mais fui começando a adorar o livro...
    Sua resenha ficou muito boa, parabéns

    ResponderExcluir

Obrigada por lerem! Comentem e deixem seus blogs, vou visitar com toda certeza, e voltem sempre.

Design e Ilustrações por Ilustranos ♥ Desenvolvimento por Moonly Design