21 abril 2013

Resenha:O melhor de mim - Nicholas Sparks


Editora: Arqueiro
Autor(a): Nicholas Sparks
Título Original: The best of me
Páginas: 270
Na primavera de 1984, os estudantes Amanda Collier e Dawson Cole se apaixonaram perdidamente. Embora vivessem em mundos muito diferentes, o amor que sentiam um pelo outro parecia forte o bastante para desafiar todas as convenções de Oriental, a pequena cidade em que moravam. Nascido em uma família de criminosos, o solitário Dawson acreditava que seu sentimento por Amanda lhe daria a força necessária para fugir do destino sombrio que parecia traçado para ele. Ela, uma garota bonita e de família tradicional, que sonhava entrar para uma universidade de renome, via no namorado um porto seguro para toda a sua paixão e seu espírito livre. Infelizmente, quando o verão do último ano de escola chegou ao fim, a realidade os separou de maneira cruel e implacável. Vinte e cinco anos depois, eles estão de volta a Oriental para o velório de Tuck Hostetler, o homem que um dia abrigou Dawson, acobertou o namoro do casal e acabou se tornando o melhor amigo dos dois. Seguindo as instruções de cartas deixadas por Tuck, o casal redescobrirá sentimentos sufocados há décadas. Após tanto tempo afastados, Amanda e Dawson irão perceber que não tiveram a vida que esperavam e que nunca conseguiram esquecer o primeiro amor. Um único fim de semana juntos e talvez seus destinos mudem para sempre. Num romance envolvente, Nicholas Sparks mostra toda a sua habilidade de contador de histórias e reafirma que o amor é a força mais poderosa do Universo - e que, quando duas pessoas se amam, nem a distância nem o tempo podem separá-las.


O Melhor de Mim é um livro que vi, li a sinopse e me interessei, pela romântica que sou e pelo autor, que é um dos meus favoritos desde Querido John, então já esperava uma boa leitura, mas não desta forma.

O livro narra a estória de Dawson Cole, um homem solitário que sofre um acidente que o assombra, e em meio a pesadelos, ele se vê retornando a sua cidade natal para o velório de seu maior amigo, Tuck. O que ele não esperava é que também encontraria o grande amor de sua vida, Amanda Collier.

E eles têm cartas que seu amigo em comum deixou e enquanto eles realizam esse, que é o último desejo de Tuck, eles se apaixonam novamente e revivem o passado.



Como todo romance, ou grande parte dos romances de Nicholas Sparks, o enredo não é inovador. Nunca foi seu propósito, mas ainda assim, seus livros, principalmente este, me foi motivos para lágrimas.

Dawson foi um dos melhores protagonistas homens que já tive o prazer de ler porque ele é muito real. Incrivelmente real. Aquele tipo de homem que poderia encontrar na rua, pela sua imperfeição e sua veracidade. Ele é sincero, ele é gentil, ele tem um passado ruim e uma família ainda pior e ainda assim ele é capaz de ser um ser humano maravilhoso.

Amanda é a parte mais fria do livro, não que ela não sinta nada por ele, ela apenas tem aquele senso de maturidade e responsabilidade que transforma esse livro em algo real. Ela é casada, têm filhos, uma família, responsabilidades e não é mais uma garotinha. Seu comportamento é totalmente oposto ao das mocinhas que conhecemos. E nessa bagunça, ela ainda é capaz de se sentir apaixonada por Dawson.

A família de Dawson é aquele tipo de antagonista que você realmente odeia. Não os considero vilões, mas eles têm um grande papel na perturbação dos personagens principais. E Tuck, que homem incrível, ele não participa ativamente da história, porém através de cartas e lembranças,a sua personalidade transparece.

O livro é lindo, repleto de boas descrições e mensagens. A explicação do título é perfeita e ideal pra estória. Além das descrições, diálogos e tudo mais que compõe que me apaixonou. O seu único defeito é sua narração, que apesar de linda, é lenta, muito lenta, demora até que todas as cenas, os efeitos e até o suspense que existe, se desenvolva. O livro se arrasta, mas vale a pena para aqueles que gostam de belas mensagens.

" Eu te dei o melhor de mim"

Nicholas Sparks nunca deixa de me surpreender com suas mensagens e com sua narração, lerei todos os livros com absoluta certeza.Apesar de sua leitura ser clichê, ela ainda consegue ser bela e nos faz ter fé novamente no amor e em todos os bons sentimentos. E a forma como autor criou essa estória, numa narração em terceira pessoa que traz um aspecto diferente de todas as partes.

A Editora Arqueiro, que comprou os direitos dos últimos livros do autor, tem feito um trabalho muito incrível de dar um padrão de fonte e cores para as capas dando um belo efeito visual na estante.Além da capa que é linda e eu curti bastante.

Recomendo este livro a todos aqueles que gostam de belas mensagens e de Nicholas Sparks, que mesmo a narrativa mais lenta não te impeça de ler e se emocionar com esse livro como eu.O Melhor de Mim se tornou uma das minhas leituras favoritas:pela beleza, pela simplicidade, pela realidade, pelo amor que se mostra em tantas formas nesse livro. 

Um comentário:

  1. Bom espero um dia conhecer melhor os livro do autor nunca li nada que vem dele, espero que mi surpreenda.... um dia leio mais não agora

    ResponderExcluir

Obrigada por lerem! Comentem e deixem seus blogs, vou visitar com toda certeza, e voltem sempre.

Design e Ilustrações por Ilustranos ♥ Desenvolvimento por Moonly Design