Resenha: E se for você? - Rebecca Donovan



Editora: Globo Alt
Autor(a): Rebecca Donovan
Título Original: What If
Páginas: 416
Skoob  / Comprar

Da autora best-seller Rebecca Donovan, uma história que prova que existe uma segunda chance para o amor.Cal Logan e Nicole Bentley eram melhores amigos quando crianças, mas tudo mudou no ensino médio, depois que ela se enturmou com o pessoal mais popular da escola e passou a ignorá-lo. Eles se formaram e Cal foi estudar em Crenshaw, perto de Nova York, enquanto Nicole entrou em Harvard, realizando o grande sonho de seu pai. Quando Cal vai passar as férias de verão em sua cidade natal, fica surpreso em saber que ninguém mais teve notícias dela desde que se mudaram, há mais de um ano.Assim que as aulas na universidade recomeçam, ele cruza no campus com uma garota que é idêntica a Nicole, mas que se chama Nyelle Preston e tem uma personalidade completamente diferente: Nicole era tímida e insegura, enquanto Nyelle é impulsiva, ousada e só quer aproveitar a vida.Enquanto tenta desvendar os segredos de Nyelle – afinal, ela é ou não Nicole? – Cal viverá com ela momentos inesquecíveis e apaixonantes, que aos poucos farão com que ele perceba que a identidade daquela garota misteriosa é o que menos importa.Com uma narrativa envolvente e poética, Rebecca Donovan cria personagens cativantes que despertam diversos questionamentos e emoções: e se pudéssemos mudar de rumo? E, se nos permitíssemos apenas aproveitar o momento? E, se o amor for algo bem mais simples do que imaginamos?


“E se for você?” da autora Rebecca Donovan publicado pela Globo Alt conta a história de Cal, um rapaz que está na faculdade e sem grandes pretensões para o futuro. Numa festa da faculdade, ele acaba encontrando uma garota fantasiada de ninja escondendo tudo com exceção dos olhos, os mesmo de uma garota da sua infância que foi um grande amor. Quando eles se esbarram novamente numa cafeteria, as semelhantes se mostram ainda mais marcantes, e como essa garota, Nyelle, pode ser tão igual e tão diferente de Nicole, a garota que ele amou?
“Quem quer que seja, gosto dela.”
Na primeira metade do livro, a narrativa foi bem confusa. Com capítulos que intercalam presente e passado, tendo o presente narrado por Cal e o passado por inúmeros personagens de sua vida. Nicole surge na infância de Cal, logo temos inúmeras passagens dessa infância, apresentado por Nicole, Cal e outros amigos de ambos.

Resenha: A Lista de Brett - Lori Nelson Spielman


Editora: Grupo Editorial Record - Verus
Autor(a): Lori Nelson Spielman
Título Original: The Life List
Páginas: 364
Skoob  / Comprar

Brett Bohlinger parece ter tudo na vida — um ótimo emprego como executiva de publicidade, um namorado lindo e um loft moderno e espaçoso. Até que sua adorada mãe morre e deixa no testamento uma ordem: para receber sua parte na gorda herança, Brett precisa completar a lista de sonhos que escreveu quando era uma ingênua adolescente.Deprimida e de luto, Brett não consegue entender a decisão de sua mãe — seus desejos adolescentes não têm nada a ver com suas ambições de agora, aos trinta e quatro anos. Alguns itens da lista exigiriam que ela reinventasse sua vida inteira. Outros parecem mesmo impossíveis.Com relutância, Brett embarca numa jornada emocionante em busca de seus sonhos de adolescência. E vai descobrir que, às vezes, os melhores presentes da vida se encontram nos lugares mais inesperados.


“A Lista de Brett” tinha tudo pra me conquistar e se tornar um daqueles livros memoráveis, uma dose de clichê, uma lição também clichê,mas que deve ser dita e aprendizados que qualquer ser humano encontra. E como quase todas as minhas últimas decepções literárias, o fim tem destruído tudo.
Brett é uma mulher acomodada na sua vida que ela já julga perfeita, com seu emprego, estabilidade. Até que sua mãe falece e para que Brett receba sua herança ela deverá cumprir alguns sonhos que escreveu na sua adolescência, sonhos que sua vida adulta destruiu e reencontrar um novo sentido pra sua vida.

5 livros para chorar|Vídeo


Oi, gente! Como estão?
Como vocês sabem pelas resenhas, muitos livros me emocionam e me tocam, alguns me deixam com raiva e frustrada, outros muito feliz.
No vídeo de hoje trago a vocês,livros que por razões diferentes me tocaram muito, me fizeram chorar.
Confiram!




Caso não seja inscrito no canal, SE INSCREVA!

Resenhas Citadas:
Espero que tenham gostado. Me digam quais livros fizeram vocês chorarem?

Resenha: Esconda-se - Lisa Gardner


Editora: Novo Conceito
Autor(a): Lisa Gardner
Título Original: Hide
Série: Detetive D.D.Warren - Livro 2
Páginas: 400
Skoob  / Comprar


Uma mulher que foi obrigada a fugir - desde criança - de uma possível ameaça. Uma ameaça que seu pai via em todo lugar, mas que a polícia nunca considerou. Um antigo e desativado sanatório para doentes mentais que pode ter muito mais a esconder entre suas paredes do que homens e mulheres entorpecidos por remédios. Uma história de rancor entre membros de uma mesma família que nunca conseguiram superar os episódios de violência doméstica que presenciaram.Um pingente que foi parar em mãos erradas - e a cena de um crime brutal: seis meninas mortas e mumificadas há mais de trinta anos. Agora, cabe à famosa detetive D.D. Warren descobrir quem foi o serial killer que cometeu esta atrocidade e que motivação infame deformou sua mente. Acompanhe D.D. Warren na solução de mais este complexo caso e encontre o inimaginável que está por trás de pessoas aparentemente comuns!


“Esconda-se” é o meu segundo contato com essa autora que gosto tanto, Lisa Gardner. Nesse livro temos a presença da detetive D.D.Warren a mesma de “Sangue na Neve”.
Temos a vida de uma mulher que desde muito jovem muda de cidade e de nome, por razões que nem ela sabe com certeza, mas seu pai vivia como se houvesse uma ameaça a todo momento.


Quando uma câmara é descoberta perto de um hospital psiquiátrico com seis corpos infantis, tendo um deles um medalhão com o nome de Annabelle Granger, ela sabe que aquela era sua melhor amiga e que talvez ela tenha morrido por sua causa, assim, ela sai do seu anonimato para ajudar na investigação de todas essas mortes.
O livro foi tudo que eu lembrava e um pouco mais sobre a narrativa da autora. Temos uma dose de presente e passado, onde Annabelle lembra da sua infância difícil e não sabe quem é exatamente.Desta forma, a narrativa é também uma busca pessoal da protagonista por paz.
O livro é fluido e a investigação é de tal forma que não temos nossa cabeça dando nós. O mais interessante é percebermos que a autora foca na vida pessoal da investigadora, tendo assim um pouco mais dessa personagem incrível.
O único contra ponto talvez seja a previsibilidade do final, que não me agrada tanto assim em policiais. Recomendo para quem gosta de policiais, com foco em personagens além da investigação, “ Esconda-se” se a quantidade de páginas não te assustar. 

Resenha: Sempre foi você - Carrie Elks


Editora: Universo dos Livros
Autor(a): Carrie Elks
Título Original: Fix You
Páginas: 312
Skoob  / Comprar


Richard, nós tivemos um bebê.Londres, 31 de dezembro de 1999. Aos 17 anos, a britânica Hanna Vincent conhece o americano Richard Larsen: um estudante rico, encantador e sedutor que vai virar seu mundo de ponta-cabeça. Um relacionamento entre eles é improvável, já que vivem em mundos completamente diferentes. Mas aos poucos uma grande amizade vai surgindo e leva os dois a uma relação explosiva, cheia de paixão, amor e aventura.Emocionante e comovente, Sempre Foi Você é uma genuína história de amor. Você daria uma segunda chance ao amor da sua vida?

“Sempre foi você” é um daqueles livros leves, despretensiosos, divertidos e sensuais, mas de certa forma nada marcante.
O livro conta a história de Hanna,uma protagonista jovem, filha da dona de um buffet que ao trabalhar numa festa conhece o homem que mudará sua vida. Claro, tudo isso ficou no passado, o presente esconde um segredo e esse segredo perturba o casal. Richard é uma união de tudo que já vimos, quentes, CEO, poderoso, gentil, apaixonado e sensual.




O livro mescla presente e passado, num romance apaixonante repleto de idas e vindas. Como é comum nesses livros, falta muita maturidade e atitude da protagonista.Em muitos momentos, senti falta de mais consistência, profundidade, as idas e vindas do casal cansou e me deu a impressão de ser um pouco de enrolação.
Apesar de não vermos nada de excepcional ,o livro consegue ser perfeito pra quem gosta do livros após leituras tensas como aconteceu comigo,já que li esse livro logo após "Por Lugares Incríveis".
Não deixo de recomendar a leitura por não ser um livro repleto de reviravoltas e momentos marcantes, ainda é um romance bom. Com uma narrativa fluida, excelente revisão e final feliz. "Sempre foi você "reforça nossa fé no amor.